Carina Yano/Semcos-

Na manhã da última quinta-feira (07), aconteceu a primeira Plenária Temática de Saúde Mental, realizado pelo Conselho Municipal de Saúde e Secretária Municipal de Saúde de Mundo Novo.

Foram discutidas ações para o fortalecimento de política pública do setor, com a construção de 12 propostas efetivas para serem enviadas ao governo do estado.

De acordo com o psicólogo Thiago Moreira, desde 2010 não havia um movimento sobre o tema, tanto a nível de brasil como de município. E com a integração da educação, assistência social e sociedade civil organizada, agrega no debate público.

Segundo o secretário de Saúde, Fabio Doná, a nível nacional está sendo a 5º Conferência de Saúde Mental. As diretrizes construídas, foram pautadas dentro da realidade do município, para alcançar um novo protocolo de atendimento.

Também foi explanado sobre o possível retorno do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial). A vice-prefeita Rosária Andrade, apontou a importância do programa e deverá dar andamento para reativar o mesmo.

Outro dado alarmante que foi apresentado pela psicóloga, Karin Costa, é que somente Dourados atende os 33 municípios da microrregião do MS. Contendo apenas 9 vagas para a internação de pacientes com transtornos psiquiátricos.

Nos dias 22 e 23 de junho, acontecerá a 5º Conferência Estadual de Saúde Mental em Campo Grande. Os delegados que representarão o município são:

– Fábio Roberto Dias Doná (Representando o segmento dos prestadores de serviços de saúde/gestores);

– Mirian Ariel de Oliveira Schibilski e Cristiane Santos de Almeida (Trabalhadores em saúde);

– Júnias Belmont Alves e Janice Maria Lunardi (Usuários do serviço);