Asfalto terá que ser refeito na Fernando Saldanha, Felinto Muller, Sargento Zandoná e Amazonas; obra vai acontecer no próximo ano

Jandaia Caetano/Semcos –

Um prejuízo de quase R$ 900 mil aos cofres públicos municipais. Este é o saldo de uma obra de asfalto mal executada em Mundo Novo, no bairro São Jorge, e que resultou em uma devolução de recurso de R$ 674.309,98 ao governo federal (R$ 346.154,87 acrescido de juros e multa). O valor devolvido, somado a contrapartida do município, de R$ 190.530,08, chegou ao prejuízo de R$ 864.839,17.

A última das 60 parcelas foi paga neste mês de abril. Como a obra foi condenada pelo engenheiro fiscal do governo federal, o prefeito Valdomiro Sobrinho precisou assinar o pagamento do débito, em 60 parcelas, em maio de 2019, para não deixar o município inativo e sem possibilidade de fazer convênios de obras com a União.

Rua Fernando Saldanha, que desce para o antigo Incra já foi recuperada, mas a falta de drenagem adequada resulta na volta do problema (foto: Carina Yano/Semcos)

A obra foi conquistada em 2010 junto ao governo federal e só licitada em 2013. No final do mesmo ano ela foi entregue. O projeto apontava asfalto e drenagem.

Das dez quadras feitas, sete estão previstas para serem refeitas, com a devida drenagem e um asfalto de qualidade, no próximo ano, após solicitação do Governo de Mundo Novo junto ao governo estadual.

O engenheiro que fiscalizou a obra condenou a mesma pela sua má qualidade. Outro problema da obra foi a indevida prestação de contas, já que o município não depositou a contrapartida na conta indicada do convênio.

Rua Amazonas, entre a Avenida Rio Branco e Rua Maranhão (foto: Carina Yano/Semcos)

O município recuperou os locais, mas a falta da drenagem devida acabou levando os locais à condição similar de antes. Mário Shueng, secretário municipal de Infraestrutura, apontou que dentro de 30 dias, novas contenções de água serão feitas e depois o reparo asfáltico, porém, salientou que a obra definitiva será a do convênio com o estado no próximo ano, em projeto confeccionado pela engenharia do município.

As sete quadras a serem refeitas são: duas quadras na Fernando Saldanha; duas na Rua Felinto Muller; duas na Rua Sargento Zandoná; e uma na Rua Amazonas. Já as três da Maranhão passarão por melhorias através de recuperação asfáltica pela Secretaria Municipal de Infraestrutura.