Foto: astermaquinas.com.br

Carol Guimarães/Semcos-

Neste 25 de maio se comemora duas datas que acabam integrando os trabalhadores industriários e rurais.

Dia da Indústria

Nesta data a homenagem é destinada aos espaços de produção de maior representação para as economias nacionais: as indústrias.

Também conhecidas como “Setor Secundário” de um país, as indústrias podem abranger os mais variados tipos de mercados, desde os alimentícios até os vestuários, por exemplo.

O Brasil começou a ser industrializado a partir do governo do presidente Getúlio Vargas, mas apenas com Juscelino Kubitsckek as indústrias estrangeiras começaram a se instalar no Brasil, fazendo com que a economia do país aumentasse.

O dia 25 de maio foi escolhido como Dia da Indústria em homenagem ao patrono da Indústria nacional, Roberto Simansen, que faleceu em 25 de maio 1948.

Dia do Trabalhador Rural

A data homenageia todas as pessoas que trabalham nas zonas rurais, campos, fazendas como lavradores, agricultores, cuidadores de animais, e etc.

Origem da data

A data é uma homenagem para pessoas que trabalham no campo e têm como marco a morte do deputado federal Fernando Ferrari, que ocorreu no dia 25 de maio de 1963, um dos políticos mais engajados na luta pelos direitos dos trabalhadores rurais e questões sociais.

Trabalho Rural no Brasil

O Brasil sempre teve na agricultura, no extrativismo e na pecuária suas maiores fontes de riqueza. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mais de 15 milhões de pessoas exercem atividades ligadas ao campo. Essas ocupações estão em declínio com a mecanização, os baixos salários e a falta de oportunidades no setor.

“Se existe o que comer foi porque seu suor e dedicação frutificaram! Agradecemos a todos os trabalhadores rurais que trazem o nosso alimento.”