1º Grupo dá oportunidade para quem quer deixar de fumar.
14 pacientes selecionados; Posteriormente virão novas turmas
#Semcos – Porque o povo tem o direito de saber!

O Ministério da Saúde disponibiliza o Programa Nacional de Controle do Tabagismo que tem como objetivo reduzir a prevalência de fumantes e Mundo Novo, através da secretaria municipal de Saúde, abraçou a causa e iniciou na quinta-feira (22), às 19:00, na Unidade Básica de Saúde Dr. Valdir Pazzotideu, o início do Programa “Deixando de Fumar sem Mistérios”.

Para que o programa pudesse se efetivar foi necessário um apoio multiprofissional, dentre eles, a classe médica representada pelo Dr. Décio M. Aguilera e DrªMariluceSchneiker Moreno, as enfermeiras Danielli Quezini e Tânia Ramos, a psicóloga Márcia Maria Carpes e a farmacêutica DilmaraWaloszek Ribas (coordenadora do projeto).

O primeiro grupo será formado por 14 pacientes e posteriormente haverá abertura de novas turmas de acordo com o interesse da população, onde as pessoas interessadas em parar de fumar devem procurar a unidade de saúde que pertencem ou informar ao seu Agente Comunitário de Saúde, para deixar seus dados para contato.

𝐂𝐢𝐠𝐚𝐫𝐫𝐨 é 𝐫𝐢𝐬𝐜𝐨 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐦𝐚𝐢𝐬 𝐝𝐞 𝟓𝟎 𝐝𝐨𝐞𝐧ç𝐚𝐬

O tabagismo é, reconhecidamente, uma doença crônica resultante da dependência à nicotina e um fator de risco para mais de 50 doenças, entre elas vários tipos de câncer, asma, infecções respiratórias e doenças cardiovasculares.

De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer) os dados referentes ao ano de 2011, no que se refere à morbimortalidade e custos da assistência médica das principais doenças relacionadas ao consumo de produtos de tabaco no Brasil são assustadores:

• 147.072 óbitos;
• 2,69 milhões anos de vida perdidos;
• 157.126 infartos agudos do miocárdio;
• 75.663 acidentes vasculares cerebrais, e
• 63.753 diagnósticos de câncer.
São mais de 400 óbitos por dia, que correspondem a 14,7% do total de mortes ocorridas no país (1.000.490 mortes).