#Semcos
Parceria com a Itaipu proporciona conhecimento e Mundo Novo deve construir barracão próprio, também em parceria

Nesta quinta-feira (22), integrantes da ARAMN (Associação dos Recicladores Ambientais de Mundo Novo) realizam oficina de conhecimento em Santa Terezinha de Itaipu (Pr). O objetivo principal, segundo o diretor municipal de Meio Ambiente Teodoro Menezes, “é separar o lixo mais tecnicamente”.

Acompanhando o grupo, o secretário municipal de Agricultura Geraldo Lopes (e integrante da Bacia Hidrográfica do Paraná III) e a coordenadora municipal do Programa Encontros e Caminhos da Itaipu Binacional Elizabete Silva (ela também é servidora da Agricultura). Teodoro, diretor de Meio Ambiente, com problema de saúde na família, não pode representar a sua secretaria (as duas secretarais trabalham em conjunto com a ARAMN).

Participaram 17 trabalhadores, entre UPL (Usina Processadora de Lixo) e do barracão alugado pela prefeitura. Os integrantes dos dois locais são associados da ARAMN, presidida por Gelson dos Santos, também presente.

Barracão próprio será construído: população precisa aderir mais a coleta seletiva

Está programada para o município a construção de um Barracão próprio, com mais estrutura, para o desenvolvimento do setor em Mundo Novo. A construção é parte do novo convênio entre a Itaipu Binacional e a administração municipal.

Atualmente, Mundo Novo leva o seu lixo não reciclado para a Oca Ambiental, em Dourados. O custo varia conforme a adesão da população para a separação do lixo seco (papel, plástico, vidro…) do molhado (orgânico, lixo de banheiro…). Ou seja, além do contribuir ambientalmente com o planeta, maior adesão ainda economiza aos cofres públicos.

Texto: Jandaia Caetano
Imagens, fotos (nos comentários) e reportagem: Neco Rocha

COMPARTILHAR