#Semcos
Antes, artesãos tinham que ir à Campo Grande para retirar a carteira; confira o que é necessário levar

Nesta sexta-feira (09), na Biblioteca Municipal Cacildo Cândido Pereira – sede do departamento municipal de Cultura -, a partir das 8h00, os artesãos terão a oportunidade de ter a sua Carteira Nacional do Artesão ou a renovação da mesma.

Anteriormente, os artesãos tinham que se deslocar até Campo Grande, na Fundação de Cultura, para realizar tal procedimento. Com este cadastro, o artesão passa a constar no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (Sicab) com incentivos como:

1) Participação em feiras;
2) Incentivos fiscais;
3) Acesso a microcrédito;
4) Abertura de Mei, caso necessário;
5) Ser reconhecido (a) como artesão dentro do território nacional.

Pedido da vereadora Nilva Ramos, que é servidora municipal no departamento de Cultura, foi acatado pela diretora-presidente Mara Caseiro e dois profissionais atendem em Mundo Novo nesta sexta.

O secretário municipal da Incotur Richardson Prates (responsável pela Cultura) estará ao lado da vereadora Nilva recepcionando artesãos e os técnicos do estado que prestarão o serviço.

CONFIRA O QUE PRECISA LEVAR:
• 01 foto ¾ recente;
• RG;
• CPF;
• Comprovante de residência;
• Uma amostra de uma peça pronta e outra a ser realizada na prova de habilidade (terminar ou iniciar a peça).

Segundo a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul é possível cadastrar até três técnicas (ex. modelagem, crochê e costura). Não é possível cadastrar “trabalhos manuais”, apenas artesanatos. A explicação da Fundação é que “montagem de bijuterias ou decoupage em madeira, entre outras técnicas, não implicam em transformação da matéria prima”.

Texto: Jandaia Caetano
Foto: Carina Yano.

#PraCegoVer – Imagem da fachada da biblioteca municipal

COMPARTILHAR